Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

IMAGEM DO DIA

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

VIA G+


CRIANÇA BIRMANESA MUÇULMANA MAMA AO PEITO DE SUA MÃE MORTA, mas quem se importa, três americanos foram mortos em Boston e o mundo inteiro soube disso. Milhares de pessoas são torturadas, massacradas e mortas todos os dias na Birmânia, Palestina, Iraque, Afeganistão, Paquistão e na Síria e todos sabemos por quem, bem, a maioria são vítimas muçulmanas e quem se importa? Apenas um exemplo, no Iraque desde 2003 até hoje, meio milhão de crianças iraquianas morreram. S o 50,000 mil crianças por ano, s o 137 crianças por dia, uma criança morta a cada meia hora, mas quem está preocupado(a)?






ESPIRAL COM PARTITURA


ERÓTICO MATINAL


terça-feira, 19 de agosto de 2014

Não sou o único fã da Nikon.

Se bem que, alguns exageram.

Para nerd evoluído.


O DOMÍNIO DA LUZ


A luz é o principal elemento que compõe uma fotografia. O sol é de suma importância, mas dependemos de ângulo e horário apropriado. Já no estúdio, as coisas mudam. Aqui nós podemos determinar o ângulo de incidência, a intensidade e o tom. Filtros de cores associados a luz do flash ou lâmpadas de tungstênio, podem gerar combinações de grande impacto. Sombrinhas refletoras ou translúcidas podem variar entre o suave e o contraste. Pode-se trabalhar com várias e cariáveis fontes de luz ao mesmo tempo. Aqui dois exemplos de iluminação em estúdio.

OVNI invade rodoviária de Rio Pardo.


domingo, 17 de agosto de 2014

eXperimento

Retrato com têmpera digital

 Cabeça marinha

Ensaio com cabeça e luz 
Mistério na sombra
 Se a moda pega...
Equilibrando a bolha
Olhos faiscantes.

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

As gêmeas e a moda verão 2015


NAVE EXTRATERRESTRE CAI NO HIMALAIA

Fotografada a bordo de helicóptero supersônico teleguiado. Não foram encontrados sobreviventes. A caixa preta só continha uma gravação de um capítulo de novela da Globo, de 8 anos atrás.

DA COLEÇÃO ADORADORES DE DEMÔNIOS


MONUMENTO A DIVERSIDADE DA REDE


A vantagem aqui é que o monumento pode trocar de roupa.

A MULHER DOS MEUS SONHOS




     Ela existe em minha imaginação há muito tempo, eu a chamo de Madalena, talvez uma homenagem inconsciente à uma das mais belas mulheres que amei. Mas claro que Madalena é ainda mais bela romântica e sensual, pois se a imagino, então posso imaginá-la como a mulher dos meus sonhos. 
É humana, bem humorada e me acompanha em tudo que faço. Quando tenho uma dúvida ela está presente me apontando caminhos e soluções que nem sempre sigo, talvez por uma índole machista de quem se julga superior embora inconsciente. Às vezes é brincalhona e me prega peças, como sumir com minha caneta ou meu isqueiro. Depois que procuro por todos os cantos, ela coloca bem embaixo do meu nariz e queria poder ver seu sorriso zombeteiro. 

     Quando escrevo, ela me faz reler e teima que tem um erro que não consigo encontrar. Mas eu a relevo. Sem ela a solidão seria ainda maior. Às vezes até sinto sua respiração, próxima ao meu pescoço lendo o que estou escrevendo. Mas aí também ela apronta. Outro dia eu estava escrevendo e como sempre, erro muito. Esqueço ou troco letras. Mas, quando ia corrigir, ao digitar uma letra, a seguinte sumia me obrigando a reescrever a palavra toda. Coisas da Madalena pensei. Ou do Word? Mas nunca isso ocorreu. Vamos lá. Salvei o arquivo e o abri de novo. 

    Continuei escrevendo e lá pelas tantas começou de novo. Droga, Mada! Dá um tempo! Mas enfim, já não vivo sem ela. Mas é durante a noite que nossa vida acontece em sua plenitude. Em sonhos claros, nítidos e coloridos vivemos nosso amor com tal intensidade e nitidez que ao acordar sinto seu cheiro e seu perfume. Mas os sonhos são comandados por um tal subconsciente com o qual não temos a menor afinidade Então quando nosso amor está para atingir o clímax, pronto, ele joga-nos em outra cena qualquer e acordo aborrecido, puxa! Tava tão bom.
     Durmo de novo ansiando por encontrá-la, mas isso só acontece raramente. Mas as vezes fico pensando, será que ela é mesmo fruto da minha imaginação, ou será uma conspiração do meu subconsciente com a alma de alguma defunta apaixonada por mim? Sei lá, andei escrevendo sobre universos paralelos, antimatéria e predições bíblicas. Meus últimos textos consumiram uma boa dose de paciência, como ler 3 livros assistir mais de 3 horas de documentários e ainda pesquisar na internet novidades a respeito dos assuntos em pauta. Madalena sempre esteve presente, sugerindo ou criticando. 

     A única vantagem que levo é que quando ela está muito brincalhona atrapalhando, eu a desligo. Basta pensar em outra mulher e pronto. Ela some, provavelmente raivosa como qualquer mulher ciumenta. Quando alguém fala comigo, ela esconde-se em algum compartimento da memória e fica espiando desconfiada. Será que é algum amor perdido em alguma outra dimensão, ou será que quando morrer vou encontrá-la e passar o resto da eternidade em seus braços? Talvez, afinal, é a mulher dos meus sonhos.
Lauro Winck

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

P. HQ 3D





ORGULHO DE VIRALATA

Ele chega e sem a menor cerimônia esparrama-se no tapete em frente a porta do Posto de gasolina. Não é um colchão de espuma nem de molas, mas serve. São 20:30 h e ele ferra no sono. Barriga cheia, sempre sobram coisas nos pratos e ele vive assim. Dorme sedo, nunca se sabe o que os humanos vão aprontar na madrugada e precisa estar alerta. Os clientes e funcionários do posto, contornam o tapete para não perturbá-lo. Mas, Rio Pardo é assim, tem muito viralata pelas ruas e todos são bem tratados. Um outro aparece, ele levanta e após um rápido diálogo dá a entender que o pedaço é dele e volta a dormir.

Na rodoviária, este outro não dispensa o travesseiro e na ausência de um de penas de ganso, o improviso resolve o problema.

Já na rodoviária de Pantano, este outro prefere o dormitório decorado com cores vivas. O frio não incomoda, graças ao espesso pelo que o cobre.